Selecione seu Estado São Paulo
Segunda-Feira, 27 de Maio de 2019


E-mail:
Senha:
Cadastre-se Login
Acessando.... Erro ao acessar. Esqueceu sua senha?

Planos odontológicos atingem o maior crescimento dos últimos cinco anos

Fonte: Segs Data: 13 março 2019 Nenhum comentário

De acordo com o departamento de Economia do Sindicato Nacional das Empresas de Odontologia de Grupo, entre dezembro/2017 e dezembro/2018, o segmento cresceu 6,2%

O mercado de planos odontológicos atingiu a marca de 24,2 milhões de beneficiários em 2018, representando um aumento de 6,2% em comparação ao ano de 2017.

Geraldo Almeida Lima, presidente do Sindicato Nacional das Operadoras de Odontologia de Grupo

De acordo com o departamento de Economia do SINOG, este é o maior crescimento registrado dos últimos cinco anos. Entre os meses de dezembro de 2017 e de 2018, as operadoras de Odontologia de Grupo e de Medicinas de Grupo com plano odontológico foram as que mais trouxeram beneficiários à Odontologia Suplementar, representando 963 mil novos contratos de planos odontológicos.

Já o tipo de contratação que mais se destacou no ano passado foi o plano coletivo por adesão que conquistou 2,2 milhões de beneficiários, com crescimento de 21,1%, seguido do individual/familiar com 4,2 milhões (6,1%) e o coletivo empresarial com 17,6 milhões (4,6%). Em relação à faixa etária, as pessoas com mais de 59 anos foram as que mais contrataram, totalizando 1,8 milhão de novos usuários, o que representa um crescimento de 16,2%.

De acordo com o presidente do SINOG, Geraldo Almeida Lima, este momento positivo da Odontologia Suplementar reflete a atuação da entidade, que está continuamente buscando melhorias ao segmento junto aos órgãos competentes e à divulgação que enfatiza a importância da atenção primária com a saúde bucal. “As operadoras contam com o nosso apoio e, consequentemente, conseguem se adequar ao mercado, desenvolvendo produtos que atendam as necessidades da população com ampla rede qualificada de dentistas credenciados, em todo o território brasileiro, mesmo nos municípios mais afastados dos grandes centros”, conclui.

 

Para participar e deixar sua opinião, clique aqui e faça login.

 

Últimas