Selecione seu Estado São Paulo
Domingo, 25 de Junho de 2017


E-mail:
Senha:
Cadastre-se Login
Acessando.... Erro ao acessar. Esqueceu sua senha?

ANS disponibiliza segunda edição do mapa do ressarcimento

Fonte: CQCS Data: 24 março 2017 Nenhum comentário

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) disponibilizou a segunda edição do Mapa da Utilização do SUS por Beneficiários de Planos Privados de Saúde. A publicação contempla a quantidade de atendimentos notificados entre 2008 e 2014 e possibilita identificar os locais em que os beneficiários foram atendidos, o perfil dos usuários, os tipos de procedimentos mais executados e outras informações relevantes sobre o mecanismo de ressarcimento em todo o país.

O primeiro mapa do ressarcimento analisou as notificações feitas no período de 2008 a 2012, época em que apenas os procedimentos de internação hospitalar eram identificados. Nesta nova publicação, além de acrescentar os anos de 2013 e 2014, foram incluídos os procedimentos ambulatoriais de alta e média complexidade, os quais tiveram a cobrança iniciada pela ANS em 2015 referente a atendimentos realizados a partir de 2014.

Na primeira parte do estudo, são analisados os dados relativos às Autorizações de Internações Hospitalares (AIHs). As principais análises extraídas são: percentual de atendimentos realizados por beneficiários de planos de saúde em relação ao total de atendimentos no SUS por estado e por região; atendimentos por modalidade da operadora; por tipo de contratação do plano; pelo caráter de internação; por especialidade médica; por faixa etária; e por natureza jurídica do prestador. Na segunda parte da publicação, são detalhadas as Autorizações de Procedimentos Ambulatoriais (APACs). Além de dados regionalizados, são expressos os procedimentos desse tipo mais realizados no SUS em favor de beneficiários de planos de saúde.

Nos seis anos analisados, houve 1.843.020 notificações de Autorização de Internação Hospitalar (AIH) identificadas pelo ressarcimento de um total de 80,5 milhões de internações realizadas no SUS. Ou seja, do total de internações realizadas na rede pública no período, 2,29% foram de beneficiários de planos de saúde. Os atendimentos de urgência e emergência predominaram, representando 69,7% do total, enquanto os eletivos atingiram 30,3%. Em relação aos procedimentos de alta e média complexidade, foram identificadas 520,3 mil APACs realizadas em favor de beneficiários de planos de saúde, o que representou 2,5% do total realizado no SUS.

 

Para participar e deixar sua opinião, clique aqui e faça login.

 

Últimas