Selecione seu Estado São Paulo
Quinta-Feira, 19 de Outubro de 2017


E-mail:
Senha:
Cadastre-se Login
Acessando.... Erro ao acessar. Esqueceu sua senha?

Seguradora expande oferta do Seguro Auto Popular

Fonte: CQCS Data: 11 outubro 2017 Nenhum comentário

Lançado em São Paulo no final do ano passado, o Azul Seguro Auto Popular agora pode ser contratado nos três estados da região Sudeste. O produto permite a utilização de peças de reposição não originais novas, similares às dos fabricantes de veículos. O serviço de reparo em caso de sinistro pode ser realizado em oficinas referenciadas ou de livre escolha, com peças fornecidas pela Renova Ecopeças, empresa da Porto Seguro, que possui experiência de três anos no segmento de desmontagem de veículos, que garante a procedência e a qualidade. Já em casos de reparos de freios, suspensão, amortecedores e pneus, que são itens de segurança, serão utilizadas peças novas e originais.

Segundo o Fórum Brasileiro de Segurança Pública, a região Sudeste é a que detém maior registro de roubos e furtos. Nosso propósito é oferecer um seguro para automóveis mais em conta e sem perder na qualidade no momento do reparo e também nos serviços oferecidos”, explica Felipe Milagres, diretor da Azul Seguros.

A ideia da seguradora é estimular o crescimento do número de automóveis segurados, incentivando novas oportunidades de negócios e contribuindo para a sustentabilidade do setor, já que utiliza peças de desmontagem. “Este é um produto que estudamos diariamente para, aos poucos, alcançar cada vez mais a população que não possui proteção para o automóvel por conta do orçamento apertado. Por isso, desenhamos uma opção que possibilita a diminuição no preço do seguro em até 30%”, afirma Milagres.

A redução de preço se tornou possível porque a Superintendência de Seguros Privados (Susep) autorizou no ano passado as seguradoras a utilizarem peças de desmontagem em consertos de veículos, oriundas de empresas credenciadas. De acordo com a Confederação Nacional das Empresas de Seguros Gerais (CNseg), estima-se que 70% dos veículos que circulam no Brasil estão descobertos.

 

Para participar e deixar sua opinião, clique aqui e faça login.

 

Últimas