Selecione seu Estado São Paulo
Quinta-Feira, 21 de Setembro de 2017


E-mail:
Senha:
Cadastre-se Login
Acessando.... Erro ao acessar. Esqueceu sua senha?

Tecnologia como instrumento de desenvolvimento do Corretor de Seguros

Fonte: CQCS Data: 19 maio 2017 Nenhum comentário

O segundo debate da tarde desta quinta-feira, no 8º Simpósio Paraense de Seguros, tratou sobre Tecnologia e Inovação no mercado de seguros. Os palestrantes apresentaram dados sobre suas empresas e as iniciativas para inovar no setor.

Michelle Britto, Diretora PME Digital da Axa, tratou sobre a velocidade que a informação se propaga. “Estamos numa velocidade de informação muito grande. Sabemos de tudo um pouco. Conseguimos informação fácil e a verdade é que isso nos transborda e não sabemos como separar o que é bom do conteúdo ruim. Nós da Axa buscamos a simplicidade nos nossos canais digitais”.

O Vice Presidente Técnico da HDI, Fábio Leme, ressaltou o projeto digital da empresa. “Estamos com o projeto GO digital pensado para reinventar toda a empresa baseado em soluções tecnológicas. Temos também o app do corretor e plataformas que facilitam a apólice e a vida do corretor. A produtividade é algo que nos interessa e que buscamos sempre”.

As melhorias dos serviços foram abordadas pelo Superintendente de Marketing  da Porto Seguro, Rafael Caetano. “Estamos focados em prover melhorias no nosso serviço. Seja com melhorias na usabilidade, inclusão de novas funcionalidades e também a facilidade para acesso e rapidez”.

José Mello, Superintendente de Marketing e Inovação da Liberty, falou sobre as mudanças no mercado com a chegada da tecnologia. “O mercado de seguros tá no olho do furacão. Queria ressaltar alguns movimentos no mundo que afetam nosso mercado. Temos uma grande mudança de comportamento da população em curso, muito proporcionado pela tecnologia. Ela permite que haja acesso a coisa que antes não se tinha. O mundo hoje é personalizado”.

Cristiano Barbieri, Diretor de Tecnologia e Informação da SulAmérica, destacou a mudança de mentalidade para trabalhar com tanta tecnologia atualmente. “As maiores empresas com valor de mercado hoje são de tecnologia. Existe essa mudança de comportamento. Hoje o cliente compara as experiências e não só a vantagem monetária. Temos que oferecer melhores experiências digitais”.

O Diretor de Tecnologia de Informação da Tokio Marine, Canabarro da Cunha, tratou da eficiência nos processos dentro do mercado. “Visamos a eficiência. Despender menos esforço. Simplificar processos e agilizando processos. A inovação permeia toda a empresa”.

Marcos Villa, Presidente Segfy, disse que é necessário sair da zona de conforto. “A informação tem que estar para os corretores e não os corretores para a tecnologia. Precisamos nos reinventar constantemente e sair dessa zona que estamos”.

Para finalizar, o Presidente da Virtual Informática, Maurício dos Santos falou sobre os softwares que ajudam no trabalho. “Existem softwares que ajudam nesse dia a dia do corretor. Isso faz um diferencial enorme na hora de vender e de entender seus segurados”.

 

Para participar e deixar sua opinião, clique aqui e faça login.

 

Últimas