Selecione seu Estado São Paulo
Sexta-Feira, 24 de Novembro de 2017


E-mail:
Senha:
Cadastre-se Login
Acessando.... Erro ao acessar. Esqueceu sua senha?

Líderes debatem a necessidade e as possibilidades do Corretor se reinventar

Fonte: CQCS Data: 19 maio 2017 Nenhum comentário

Na manhã do dia 18/05, o 8° Simpósio Paranaense de Seguros trouxe os desafios do mercado de seguros e as soluções para construir o futuro da categoria. Cerca de 200 pessoas prestigiaram o talk show de abertura com as principais autoridades do setor.

O Presidente do Sincor-PR, José Antonio de Castro, aproveitou a oportunidade para ressaltar as realizações da entidade em prol dos corretores e da categoria como um todo.  “Temos muitos desafios e para quem está entrando no mercado agora sabemos que é ainda mais difícil. Por isso focamos em manter uma categoria forte e em deixar um legado que seja possível enxergarmos o todo e não somente o individual”.

Já o Diretor Comercial Mercado Brasil da Bradesco, Leonardo Freitas, enfatizou a necessidade de pensar em longo prazo, não focando apenas na venda imediata. “O evento de hoje traz para o corretor um cenário favorável para falar de benefícios. Temos que olhar para o cenário da longevidade para vender saúde, vida, seguro dental. O que nós precisamos fazer para reinventar? Cada vez mais tornar os processos mais fluidos. Precisamos de uma mudança do modelo mental. Pensar menos no produto e focar mais no cliente. Isso aumenta nosso leque para falar com o cliente. Temos que mostrar uma boa proposta de valor”.

Para o  VP Comercial da HDI, Flávio Rodrigues, as mudanças no mundo atual ocorrem muito rápido e é necessário se reinventar a cada momento. “As iniciativas que tomamos hoje não poderão ser referência para mudanças daqui a cinco anos. Isso porque as transformações são diárias e precisamos nos antenar a todo momento para não perder essa evolução. As seguradoras, no geral, tem que ouvir mais os corretores. Ninguém melhor que eles para trazer o feedback das mudanças que precisamos fazer”.

IMG_2889Luiz Gutierrez, Presidente da Mapfre, ressaltou a maneira que as instituições devem agir para se reinventar e se preparar para o futuro. “Nós temos que nos adaptar às mudanças. Temos que ter a consciência que precisamos mudar. Temos que mudar o aporte de valor, não estou falando em preço e sim sobre os benefícios e vantagens que o segurado terá. Precisamos escutar os clientes. O mundo mudou, a velocidade está muito maior, precisamos reagir rapidamente a estas mudanças”.

O Presidente da  Centauro-ON, Ricardo José Iglesias Teixeira, acredita na evolução progressiva do mercado para se adaptar às diversas possibilidades que surgem. “Precisamos evoluir no mesmo ritmo que o mercado está mudando. É uma tarefa difícil, mas que precisa ser feita. Temos que levar ao cliente a solução, por mais diferente que ela seja. E para conhecer essa solução diferente precisamos estar atualizados e se reinventar a cada dia”.

Temos que gerar a conexão para desenvolver esses atendimentos, juntos. Criamos workshops, palestras e encontros para ouvir os corretores. Temos apenas uma missão, de fazer a sua vida fácil.

“A revolução digital mudou o foco do poder para o cliente. Precisamos entender quem é nosso cliente e mudar nosso modelo de negócios. Investir na solução, ganhar a fidelidade, a confiança.

O mercado não venderá mais bens e sim serviços.Temos que rever nosso papel nessa revolução digital”, foram as palavras do VP Comercial da América Latina da Axa,  Octavio Bromatti.

Rivaldo Leite, Diretor Executivo de Produção da Porto Seguro, destacou a necessidade de se planejar o futuro tendo em vista que mudanças irão ocorrer. “O mundo muda rapidamente. Não tem como ter um planejamento de longo prazo. Em 3, 4, 5 anos já vai ser tudo diferente do que temos hoje. Ainda temos muito por fazer, desenvolver e facilitar o dia a dia dos corretores. O principal hoje é livrar o corretor dessa dependência do seguro de automóvel. O papel de vocês é muito importante. Será que os corretores estão se preparando para fidelizar esses clientes?”. Ele aproveitou para levantar uma reflexão entre os corretores. “O que vocês estão fazendo para aumentar sua carteira? Não caiam na armadilha de vender apenas seguro de automóvel. Vocês tem o poder na mão. Será que estão aproveitando seus clientes para oferecer novas possibilidades de produtos?”.

A última fala do talk show fica a cargo do VP Comercial da SulAmerica, Matias Romano de Ávila que trouxe algumas soluções encontradas pela seguradora. “Nós não entendemos o corretor como um canal, ele é o profissional que está presente em todos os canais de comunicação. Precisamos treinar o corretor ensinando o produto, mostrando que só traz benefícios. Treinamos 44 mil pessoas no último ano em todas as nossas áreas. Não existe nada mais importante do que se informar e buscar uma formação mais sólida para solucionar as necessidades dos clientes. Tudo está se transformando”, finalizou.

 

Para participar e deixar sua opinião, clique aqui e faça login.

 

Últimas