Selecione seu Estado São Paulo
Quinta-Feira, 25 de Maio de 2017


E-mail:
Senha:
Cadastre-se Login
Acessando.... Erro ao acessar. Esqueceu sua senha?

Corretores devem tomar o seu futuro nas próprias mãos

Fonte: Data: 19 maio 2017 Nenhum comentário

Na edição dessa semana do programa “Pare e Pense”, Gustavo Dória Filho, diretor-executivo do CQCS conta que recentemente houve uma discussão importante nos grupos de WhatsApp “Bom Dia Seguro” entre corretores e corretores que são dirigentes dos sindicatos.

Dória disse que a discussão mostrou que há uma lacuna na comunicação entre os corretores e os sindicatos. “Quem tem obrigação de cuidar dos seus direitos?”, perguntou.

Gustavo lembrou que na época da discussão da adoção do simples viu a forte atuação do Sincor e da Fenacor em Brasília, mas não viu a participação dos corretores nas audiências nem do simples e nem agora na audiência pública sobre seguro pirata. “Sincor, Fenacor fazem denúncia, entram na justiça. Os sindicatos lutam dentro de suas limitações”, destacou. Para Dória não adianta terceirizar a responsabilidade é o que mais tem visto é corretor reclamar.

Para o diretor do CQCS, o mercado de seguros “tem tantas lutas e responsabilidades os deixa expostos”. Dória diz que em um futuro próximo seguro será vendido em qualquer lugar. “O corretor vai sobreviver se for lembrado como alguém que agrega valor”, afirmou. Por isso, alertou, que o corretor precisa parar de reclamar e também lutar pelos seus direitos e ideais que acredita. O assunto é importante e interessa aos corretores. Nessa quinta-feira, Gustavo Dória Filho, fará uma live no facebook para discutir o assunto com os corretores, às 19 horas.

Veja o vídeo do Pare e Pense:

VIDEOS

 

Para participar e deixar sua opinião, clique aqui e faça login.

 

Últimas